INSCREVA-SE PARA O PRÓXIMO EVENTO:
É chegada a hora de apresentar os resultados do Movimento Colmeia Viva
Reserve sua agenda e junte-se a nós neste movimento
06
DIAS
17
HORAS
18
MINUTOS
07
SEGUNDOS
DIA 27/10 • 17H
RELAÇÃO PRODUTIVA AGRICULTURA/APICULTURA
No dia 27 de outubro, coordenado pelo médico veterinário Daniel Espanholeto, especialista em uso correto e seguro do Colmeia Viva, contará com os pesquisadores Heber Luiz Pereira e Fernando Kassis Carvalho, da HP Consultoria e Consultoria AgroEfetiva, respectivamente. Espanholeto recebe também o apicultor Célio Roberto Althaus Iurkevicv e o executivo Marcos Tavares, da Itaueira Agropecuária. O tema será Técnicas Amigáveis na Relação Agricultura e Apicultura.
Os pesquisadores Heber Pereira e Fernando Carvalho coordenaram os estudos da iniciativa Abelhas em Campo, com ênfase no manejo de cultivos dependentes, não dependentes e beneficiados pela polinização. O apicultor Célio Iurkevicv produz mel nos três Estados do Sul do País e tornou seu pasto apícola referenciado após interagir com o Colmeia Viva. O executivo Marcos Tavares apresentará a experiência da empresa Itaueira Agropecuária, com várias unidades no Brasil, especialmente no Nordeste. A Itaueira promove a gestão eficaz entre agricultura e abelhas. Um player da produção de melão, melancia e outros cultivos, a Itaueira não apenas elevou sua produtividade agrícola como entrou no mercado internacional de mel após realizar trabalho com o Colmeia Viva.
EVENTO ANTERIOR
DIA 20/10
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
No primeiro encontro, a analista de uso correto e seguro do Colmeia Viva, engenheira agrônoma Rhaissa Michievicy, interagiu com os professores Osmar Malaspina (Unesp) e Roberta Nocelli (UFSCar). Recebeu ainda a engenheira sênior especialista em meio ambiente Rafaela Tiemi Shiota, atuante na empresa Tereos Açúcar & Energia Brasil, companhia sucroenergética do grupo francês Tereos.
Rhaissa Michievicy é responsável pelo Colmeia Viva Assistência Técnica. Trata-se de um serviço gratuito que funciona nos modos online e presencial, para incentivar o diálogo entre agricultores e apicultores, realizar treinamentos e mitigar incidentes com abelhas na fronteira agrícola. O produtor de mel Daniel Rodrigues foi um entre os diversos apicultores atendidos pelo movimento, enquanto a engenheira Rafaela Shiota trabalhou conjuntamente ao Colmeia Viva para aproximar agricultores de apicultores do entorno de usinas.
Já os professores Osmar Malaspina e Roberta Nocelli participaram do MAP – Mapeamento de Abelhas Participativo, uma iniciativa de pesquisa que teve por objetivo detectar as principais causas de mortes de abelhas no Estado de SP. Este trabalho, logo depois, deu origem ao Plano Nacional de Boas Práticas Colmeia Viva executado no ciclo 2017-20.
INSCREVA-SE PARA O PRÓXIMO EVENTO:
SIGNATÁRIAS
FONTEAGRO 2020 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 
/